a pouco e pouco


Sozinha no teu quarto, deitava-me agora sobre a tua cama de lençois remexidos e por fazer. Ligaste o chuveiro. Ouvia a água correr com intensidade batendo na tua pele quente, e assim permaneci em silêncio. Comecei a ouvir um cantarolar que me fez soltar uma pequena gargalhada e depois um silêncio. Prestei atenção. A tua voz soava alto mas ainda assim tão doce, lembrando-me, assim, daquela vez que cantas-te ''eu estou aqui, nada nos vai separar, nem dividir'' a meu lado, uma voz tão delicada mas tão rebelde, tal como tu. Saíste do banho, as gotas de água deslizavam através da tua pele macia a qual sempre associei pele de bebe, e os teus cabelos despenteados vinham ainda a pingar. Ainda molhado, abraçaste-me e deste-me um beijo na testa. Peguei-te na toalha e fui limpando no teu corpo gota a gota, a pouco e pouco, tal como te amo cada vez mais, a pouco e pouco ♥

p.s - um grande obrigado pelas mais de 400 visitas em menos de dois dias, agradeço-vos mesmo muito, do fundo do ♥

13 comentários:

marta disse...

que bonito *-*

Danni disse...

Que lindo +.+

Dre' disse...

amo tanto :o

Paula Santos disse...

Lindissimo :)

RSorriso disse...

obrigada (:

Texto magnifico :$

Amora disse...

Lindo :D

Mafalda Marques disse...

gostei! (:

Mafalda Marques disse...

Obrigada, querida (:
Segui-te ^^

Ruben disse...

VENERO; AMO; IDOLATRO a tua escrita

Sara disse...

Muito Obrigado, mais uma vez $:

LilianaRodrigues disse...

Adorei !

vera disse...

imaginar um momento destes foi assim qualquer coisa ;o

vera disse...

imaginar todo o texto .. é uma situaçao bonita!